quinta-feira, 26 de março de 2009

Ao passado e passados...

Ta certo que a felicidade "parece" perde o sentido sem você, mas pensando bem, hey, eu já existia antes de te conhecer. E pensando bem, eu não vou sofrer, porque isso já passou.
Entre a insegurança, o medo, a culpa e a solidão, eu escolhi a felicidade, que por mais distante que pareça sem você por perto, ela existe, eu sei que existe.
Você me tirou a paz, a tranquilidade e o sono, eu abri mão do meu orgulho pra viver essa história, e você me decepcionou, você provou que não passa de mais um como outro qualquer e me fez ver o quanto a paz de um amor tranquilo é tudo o que eu quero.
Eu não vou morrer por isso, não vou me abdicar de ser feliz pra esperar por pessoas como você que sempre vai embora, que vez ou outra aparece pra me lembrar o quanto eu sou melhor do que você possa imaginar.
Eu tentei, batalhei e fiz de tudo pra que a gente desse certo e você simplesmente não moveu uma palha para que isso acontecesse. Você preferiu viver a monotonia de um relacionamento falido só porque talvez seja cômodo pra vocês.
E eu tenho nojo desse tipo de relacionamento, sendo assim, eu prefiro ficar como estou.
Eu prefiro ficar com a minha companhia porque eu sei que nunca vai me trair, que nunca vai me deixar na mão e nunca vai pisar na bola comigo.
Você foi o cara que eu achei que seria diferente, eu acreditava em você, eu olhava pro teu sorriso e achava que era só daquilo que eu precisava, mas eu queria mais, eu merecia mais, e você não soube me dar, você não quis me dar e você escolheu o caminho mais fácil, como todos os outros covardes que entraram na minha vida, bagunçaram com tudo e foram embora.
Resolvi te incluir na retrospectiva dos idiotas, e você se encaixou muito bem. Só ali que você cabe, só ali que você pertence, e eu sinto pena de você por isso. Você perdeu uma baita de uma oportunidade de ser feliz e você simplesmente não ligou a mínima. Você nunca liga a mínima. Você nunca se importa. Você só diz, mas nunca está presente. E eu não posso fazer nada com suas palavras vazias que não me confortam quando eu mais preciso. Foi então que entre dois caminhos, eu escolhi o da felicidade, porque sem você, é sim possível ser feliz. E eu prefiro acreditar nisso do que num cara que sabe o que dizer, mas não sabe como agir.
Prefiro não te ver, a ter que viver pensando no dia que você vai chegar e depois vai embora, como você sempre costumava fazer.
A felicidade é possivel, basta querer. E eu quero e muito ser feliz.
Obrigada por ter sido mais um como outro qualquer, obrigada por provar mais uma vez que eu não preciso de você pra ser feliz, simplesmente, obrigada.

2 comentários:

Amanda souza e heidmann disse...

EiiiiiTaaaa...Que medo disto cá...Depois tu me explicas que passas..um beijo e um kisses pra ti!Amo-te Gira

Kéll Fingolo. disse...

Falta vc me acompanhar, tchê! rs
Não ando te encontrando online no msn por quê? beijos. kél

Oferecimentos e Agradecimentos